Ivan Jubert Guimarães
31.03.2007



Muita gente pensa que a vaidade seja uma grande qualidade;
Enganam-se muito as pessoas que ainda pensam assim.
Vaidade não é sinônimo de elegância e nem traz felicidade,
Eu mesmo tenho lutado muito para tirá-la de dentro de mim.


Aquela sensação de receber um elogio ou uma homenagem,
Enche meu peito de um sentimento de orgulho felizmente fugaz.
É que sei que a vaidade anda dentro de mim sem pedir passagem,
Atropela meus sentimentos mais puros e no fim tira-me a paz.


Se for para ter orgulho, que seja por ter um gesto augusto;
Porque aí saberei que estou perto da luz no alto da escadaria,
E que já me terei tornado um homem bom, puro e justo.


Não preciso mais da vaidade dos agrados a mim oferecidos,
Agora minha busca é pelo conhecimento e pela sabedoria,
Ajudar é o meu verbo, e minha vaidade é não ser esquecido.



Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor