Ivan Jubert Guimarães
21/11/2008



Esta noite senti falta de tua carícia;
Nos últimos dias fiquei mal acostumado;
O tato suave de tuas mãos é uma delícia
Que me faz sentir cada vez mais apaixonado.
 


Mãos cuidadas com as unhas pintadas de vermelho,
Dão um toque todo especial à tua eterna juventude.
Põe um batom suave, rímel nos olhos e olha no espelho.
Doce amada, o silêncio entre nós é apenas quietude.
 


Não são necessárias palavras quando pego em tua mão;
A suavidade da pele traduz tuas emoções
E basta-me tocá-la para sentir teu coração.
 


E assim te agradeço com toda minha devoção,
E eu não teria sido o homem que fui,
Não fosse pela força e apoio de tuas mãos!
 



Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor