Ivan Jubert Guimarães
11/02/2012

When darkness comes to me,
And my eyes does not see
The brigth of stars in the sky
I'm afraid, but don't ask me why.

When I heard a cloud of a child
And I feel that I can't do anything
And people on the streets are far away
I'm afraid, but don't ask me why.

When I listen a terrible noise
That makes all the people cry,
I'm afraide, but don't aks me why.

And finally, when the hope is over
And I feel Gos is passing by,
I'm afraid, but don't ask me why.


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

 

 

 

 

 

 

 

Ivan Jubert Guimarães
11/02/2012

Quando a escuridão chega até mim,
e meus olhos não conseguem mais enxergar
o brilho das estrelas no céu,
eu sinto medo, mas não me pergunte por quê.

Quando eu escuto o grito de uma criança
e eu sinto que não posso fazer nada,
e as pessoas nas ruas passam ao largo,
eu sinto medo, mas não me pergunte por quê.

Quando eu ouço um barulho terrível
Que faz todas as pessoas gritarem,
eu tenho medo, mas não me pergunte por quê.

E, finalmente, quando a esperança acaba
e Deus está muito longe,
eu tenho medo, mas não me pergunte por quê.


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

 

Este soneto foi escrito originariamente em inglês.

 

 

Midi:  You'll never know - Violinos Mágicos