Ivan Jubert Guimarães
10/04/2017


Eu pensei que fosse amor,
A vida toda estive iludido,
Eu que amei com tanto ardor,
Sou apenas um poeta distraído.

Talvez não fosse amor o que sentia,
Coração de poeta muito se engana,
Pois ele se apaixona quase todo dia,
E seu amor não dura mais que uma semana.

Muitos chamam o poeta de volúvel,
Mas ele ama a mulher profundamente;
E de tão grande seu amor é indissolúvel.

Mas ele não é amado como pensa,
Ninguém o quer inteira e plenamente,
E a solidão é sua única recompensa.


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

Midi: Feitinha pro Poeta - Instrumental