Ivan Jubert Guimarães
04/06/2009

 


Ao som de Moonlight Serenade
Senti enorme vontade de dançar;
Lembrei-me dos bailes de outrora,
Olhos fechados, comecei a sonhar.
 


Vesti meu velho smoking preto,
Fui lentamente até tua mesa,
Curvei-me, e dando-te este soneto
Toquei-te levemente e te fiz levantar.
 


Conduzi-te ao meio do salão,
E flutuamos, olhos nos olhos,
Sentindo aquela doce emoção.
 


Guardarei teu perfume até o amanhã,
E tu estarás sempre em meu coração,
Como agora, ouvindo Noturno de Chopin.


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor