Ivan Jubert Guimarães
08/10/2011


Amanhã, quando não mais eu estiver na Terra,
Não te entristeças com uma possível saudade.
Lembra-te que na vida nada se encerra,
E que estarei orando por ti lá da eternidade.


Se, por acaso, sentires vontade de conversar,
Falemos de coisas belas que juntos vivemos;
Vamos recordar do delicioso sabor do beijar,
Beijo de amor é eterno, nunca o esquecemos.


Passamos pelo tempo com tanta rapidez,
Que, às vezes, nem nos entregamos ao amor;
E tem gente que nunca amou, nenhuma vez!


Mas tem amores que a gente nunca esquece;
Ao me despedir deste mundo não sintas dor,
Quando pensares em mim, faça uma prece!


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor