Ivan Jubert Guimarães
30/12/2008



No palco da vida, julguei que fosse mais importante,
Afinal já desempenhei vários papéis diferentes;
Já fui esportista, executivo, empresário e galante,
Tímido, desempregado, rico, pobre e inadimplente.


Meu melhor papel foi o de romântico apaixonado,
Poucos na vida amaram tanto quanto eu amei.
Claro que já chorei por amores terminados,
E sempre me lembro dos lábios que já beijei.


Sei que a vida vive nos pregando peças
E que mesmo assim ela sempre foi boa,
E já sorri bastante, fui feliz à beça.


Não reclamo de minha vida, pois vivi o bastante,
Atuei com muita vontade e, se já não rio à toa,
É porque na novela da vida, tornei-me um figurante.



Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor