Ivan Jubert Guimarães
06/11/2012


A solidão bateu em minha porta
Entrou, sentou-se e resolveu ficar,
Risinho tolo e se fazendo de morta
Ao ver mais uma lágrima rolar.


A boca seca e tomo mais um trago,
Soluço e quase que me engasgo;
Tudo que eu queria era um afago,
Mas em minha alma sinto um rasgo.


Não preciso mais de filosofia na vida,
Para a tristeza é melhor uma bebida,
Que possa provocar o riso da alegria.


Achei que tivesse sido feliz um dia,
Ledo engano de um poeta iludido,
Que queria apenas uma companhia.



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

 

Midi: Eu estou tão triste -