Ivan Jubert Guimarães
01/06/2012


Até parece que a noite não existe,
Um grande burburinho se faz ouvir.
Meu coração, já cansado, sente-se triste,
E, coitado, já não consegue sentir.


É uma coisa estranha que acontece,
Sinto o fim tão próximo que me assusto,
Penso no grande amor que nunca acontece
E sinto meu peito colado em teu busto.


A vida tem e provoca grandes desafios,
E sigo procurando encontrar meu caminho,
Descendo corredeiras de muitos rios.


E, assim, sigo tentando ser feliz.
Procurando achar quem me dê carinho,
Que seja por um breve momento, um triz!


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor