Ivan Jubert Guimarães

03/02/2015


Nos velhos carnavais garrafas cheias não podiam sobrar
Perfumes eram espirrados nos salões perfumando o ar
Confetes e serpentinas eram jogados com muita folia
E povo brincava e cantava marchinhas com alegria.


Nas ruas desfilavam belos corsos de carros antigos,
Dos para-choques moças mostravam pernas e umbigos
Jogando as serpentinas, confetes e espalhando sorrisos;
Não havia ensaios técnicos, tudo era feito de improviso.


No ar ficava o cheiro de pós-de-arroz que era jogado,
Das calçadas o povo aplaudia mostrando seu agrado,
E o corso seguia seu curso pelas ruas da cidade.


Hoje com tudo mudado, sinto apenas muita saudade;
Escolas de samba desfilam e brigam para ganhar.
Querem saber? Tomara que chova três dias sem parar!



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

 

Midi:  Saca Rolha As Aguas Vao Rolar

 

 

Tube: Mara Pontes