Ivan Jubert Guimarães
16/01/2014


Eu carrego dores no peito,
Sinto no rosto o bater do vento,
Talvez o amor que não foi perfeito
Tenha me tirado todo o alento.


Por que o amor foi desfeito?
Parecia estar tudo certo,
E agora no que me diz respeito,
Pareço caminhar no deserto.


Amor-perfeito é apenas uma flor,
Entre nós dura só uma estação,
Nasce na primavera, morre no verão!


As folhas caem durante o outono,
Tudo fica árido, sem vida no inverno;
E eu me sinto em total abandono!



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor
 

 

 

Midi: Amor Imperfeito - Diogo Nogueira