Ivan Jubert Guimarães
30/11/2014


De tanto amor que trago no peito,
Muitas vezes tua ausência me entristece;
Mas um grande amor nunca é desfeito,
E ao estar contigo meu coração agradece.

Carrego comigo tantas lembranças,
De tempos que tínhamos o mesmo lar,
Lembro-me de ti ainda criança,
Brincando de professora a ensinar.

A vida corre, o mundo tem pressa;
E muita coisa a gente se esquece,
Mas logo outra fase sempre começa!

Neste teu aniversário queria estar contigo
Mas impedido, farei por você uma prece,
Aceita um beijo deste teu pai e amigo!



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor