Ivan Jubert Guimarães
12/11/2010


Cada vez que olho para ti
Sinto coisas que há muito não sentia,
E toda vez que eu venho aqui
Relembro a vida boa que eu tinha.


Não há mais a mínima oportunidade
De viver um grande amor, com certeza!
O tempo passa depressa, já não tenho idade
Para viver uma paixão com toda beleza.


Mas amo! Amo muito as mulheres!
Vivo eternamente apaixonado
Esperando chegar o dia em que vieres.


Meu coração agora bate de saudade,
Ri, chora, e espera angustiado
A hora de encontrar a felicidade.



Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor