Ivan Jubert Guimarães

 


Senhor meu Deus, meu Pai amado!
Quando se comemora aqui na Terra
O dia dos Pais, eu me sinto só.
Egoisticamente só!
 


É que meu pai encarnado
Há muito já se foi e, dele,
Guardo somente a saudade.
Uma saudade estranha,
Pois tivemos poucos momentos juntos.
 


Mas tu Pai, estiveste todos os dias comigo
E eu nunca comemorei Teu dia;
Para ser franco, nem sei se tens um dia.
Tu que criaste o dia e a noite,
O sol, a lua, as estrelas, os planetas e a mim.
Tu que criaste tudo e me fizeste à Tua semelhança,
Merecerias de mim uma pequena lembrança.
 


Tu pediste que se guardasse o sábado,
Aqui se vai à missa aos domingos e
Essas coisas sempre me confundiram.
Eu era ainda uma criança e não sabia o que seguir.
 


Embora desde pequeno eu tenha ouvido falar de Ti,
Creio que demorei muito tempo para encontrá-lo em mim.
Da mesma forma que demorei a encontrar-me com Jesus.
Mas hoje eu já os sinto dentro do meu peito,
Onde bate um coração sensível e emocionado.
 


Quisera dar-Te um presente, mas tudo o que penso
Não interessa a Ti, são coisas fúteis e inúteis.
Então pensei em criar uma pequena oração
Que farei a Ti sempre que me lembrar;
É, a gente se esquece muitas vezes das promessas.
Espero que gostes meu Pai:

 



Senhor meu Deus, meu Pai querido!
Tu que me criaste e me deste o dom da vida,
Dá-me a força para vivê-la com dignidade.
Que meu espírito se enobreça a cada momento,
Fazendo o bem a todos que eu encontrar pelo caminho.
Que eu não pense tanto em mim e pense mais nos outros
Não me adianta querer mudar o mundo
Se eu não conseguir mudar um único homem.
O mundo é perfeito como o criaste,
Mas os homens bons ainda são tão poucos!
Espero que meu pai terreno esteja contigo
E que Jesus, meu irmão, seja seu amigo.
Pai, faze de mim mais um de seus instrumentos,
Sei que estou longe de ser um Francisco
Mas acho, modestamente, que já estou no caminho.
Aos poucos estou jogando muitas coisas fora
Mas ainda carrego comigo coisas velhas
Ajuda-me a me desvencilhar delas,
Quero estar limpo e livre para nosso encontro,
Quero poder terminar minha missão
E poder dizer-Te Pai amado:
Leva-me Contigo, pois já estou pronto!




Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor