Pai nosso,
(que não estais no céu,
Mas ao nosso lado
Fazendo-se presente)

Vosso nome
A que herdamos
Louvado seja!

Não ansiamos teu reino
Apenas esperamos
- dentro do possível –
fazer vossa vontade
(já que o pão nosso de cada dia
Nos dai sempre)

Perdoai nossas ofensas
- ainda que não sejam intencionais –
Assim como perdoamos
Cada tapa no bumbum

E obrigada por proteger-nos do mal!

Em nome do pai
-que és
E do filho
-que fostes
Que seu espírito torne-se santo!
(e tenhas paz)

Amém!


Nicolle Bello


Direitos reservados à autora