Eugénio de Sá

Portugal


Se mais vidas houvera p’ra viver
Noutras vidas ainda eu te amaria
Não há em mim outro maior querer
Porque sem esse querer pereceria.


Mais que uma condição da existência
Que neste mundo ainda me mantém
Sem ti não vivo, ainda que a ciência
Em mim pratique as soluções que tem.


Mas não te sintas refém desta vontade
Que faz de ti mais que a minha metade;
Quase a totalidade do que sou.


Esquece este peso que te quero impor
Dá-te só por amor, e com amor
E aceita inteira a vida que te dou.



Eugénio de Sá

Direitos reservados ao autor

 

 

 

Midi: Dulce Pontes e Kepa Junkera - Sodade