Cleide Canton
São Carlos, 10/08/2013



Porque você não tem hoje,
não negue o ter a quem já tem.
Porque você já tem a mais,
não se recuse a estender a mão
a quem ainda não tem.
Porque você já teve e não tem mais,
não cuspa o seu rancor
em quem continua tendo.
Se você sempre teve,
não negue a expectativa de ter
a quem nunca teve ou teve e perdeu.
Se você nunca teve
encontre o caminho para ter
através do seu esforço pessoal para aprimorar-se.
Se você tem, se você tem a mais,
se você teve e perdeu ou se você nunca teve,
jamais trilhe os caminhos tortuosos
da desonra, da indignidade
e jamais se esconda sob o manto
das justificativas mesquinhas de mentiras impostas,
cerrando seus olhos para o bem
que só a verdade abraça.
O homem não cresce
se for incapaz de reconhecer o erro
e, se o fizer, perde todo o seu brilho
se não tentar remediá-lo.
Culpas existem sim,
e de nada adianta tentar dizer que não,
apenas para que o culpado se sinta melhor.
O peso da pedra colocado sobre a culpa,
fruto da vontade de não reincidir
talvez seja a maneira mais eficaz
de vomitar os ranços
e se sentir verdadeiramente livre
e verdadeiramente melhor.


Cleide Canton
 


Direitos reservados à autora

 

Midi: Edelweiss