Ivan Jubert Guimarães & Rita Bello

 

30/11/2007   -   14/03/2014

 

 

Sou um amante do tempo antigo,
Daqueles que amam com ardor,
Sou namorado, mas também amigo,
E minha paixão tem muito calor.


Sou uma terna e eterna amante
Daquelas que se entregam por inteiro
Meu coração bate forte e vibrante
Se encontro um amor puro e verdadeiro


Meu jeito de ser nem sempre é certo,
Sou do tipo que dá, e quer receber.
Não tenho ciúme, mas quero-te perto,
Sou do tipo que faz, não espero acontecer.


Sei que sou meio possessiva
Pelo menos é o que me dizem
Mas sou companheira, leal e amiga
Só não permito que me usem ou que me pisem


Quando amo eu amo de verdade,
É uma paixão que transmite calma,
Que aquece e é carregada de felicidade.


Quando amo é sempre de verdade
O coração vira um ninho de carinho
Onde não há lugar pra falsidade


Estou pronto para o amor, haja o que houver,
Amo tanto que me entrego de corpo e alma
E estou sempre amando uma mulher.


Considero o amor um sêmem
Que floresce e embeleza o meu caminho
Se consigo conquistar o amor de um homem.



Ivan Jubert Guimarães
Rita Bello

Direitos reservados aos autores
 

 

 

Midi: Amante à moda antiga