Ivan Jubert Guimarães
16/12/2007


Muitos consideram a saudade um sentimento de tristeza;
Isso porque não conseguem ver a beleza da saudade,
Por acaso alguém na vida sente saudade de uma doença?
Ou de uma desavença? De um sentimento de maldade?


Claro que não! Saudade é um sentimento dos mais puros;
É um porto seguro onde ancoramos uma esperança,
É a vontade de rever quem já partiu ou já morreu,
Tem-se saudade até dos nossos tempos de criança.


E é por isso que a saudade é tão linda, tão bonita!
Pois só a sentimos das coisas boas de nossas vidas,
Saudade quando se agita em nossos corações,
É para trazer à tona lembranças que foram queridas.


Às vezes, acordamos com ares de tristeza no rosto,
E sem desgosto, tampouco estamos tristes ou com saudade;
Mas é uma coisa que nos invade e que se chama nostalgia;
E deixamos transparecer uma tristeza, e muita ansiedade.


É uma tristeza, entretanto, que não nos faz chorar;
Nostalgia é diferente de saudade e não tira nossa calma
Não importa qual seja nossa idade, riqueza ou poder,
Saudade é do coração, nostalgia é saudade da alma.


É a vontade que temos de retornar para nossa casa,
Não ao lar em que vivemos aqui neste planeta Terra,
Mas a uma das moradas de nosso querido Pai.
Pois é para lá que vamos quando a vida se encerra.


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor