Ivan Jubert Guimarães
14/06/2009


Digam o que quiserem de mim que eu não ligo!
Prefiro críticas construtivas aos falsos elogios;
Ser livre e ser feliz são os objetivos que persigo,
Tenho coragem e enfrento meus desafios.


Sou carente sim, e não tenho vergonha em dizer,
Pois qual o mal que há em se querer mais carinho?
Será a carência pelo fato de dar mais do que receber?
Não, não é isso! É que é ruim quando se sente sozinho.


Por isso é que me dou e nunca hesito em ser amigo,
Sei como é bom a gente não se sentir desamparado,
Quero ajudar, mas não é sempre que consigo,
Mas vale a boa intenção de ouvir o que é falado.


Esta querença toda se manifesta dentro do coração,
E se, às vezes, perdida em meio aos escombros,
Te sentires só, (e seja lá qual for a situação),
Estarei sempre pronto a entregar-te meus ombros.


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor