Ivan Jubert Guimarães
16.05.2007


Quando passo caminhando pelos jardins da vida,
Sempre me encanto com as flores em guirlanda,
Admiro a beleza das flores com devoção sentida,
Mas essa beleza se esvai diante da beleza de Amanda.
 


Nem os mais variados perfumes das flores,
Rosa, cravo, jasmim, begônias ou lavanda
Nada me faz perder-me de amores,
Como quando sinto o cheiro de Amanda
 


Fosse ela apenas um botão em flor,
Eu a ficaria admirando da varanda,
Faria a ela mil juras der amor,
É difícil não se apaixonar por Amanda..
 


Ela tem opinião própria e um caráter muito forte,
É exigente, quando quer algo não pede, manda;
O homem que conquistá-la precisa ter muita sorte,
Não será qualquer um que terá o coração de Amanda.
 


Moça caseira, séria que às vezes esconde a beleza,
Quando passeia, parece flutuar enquanto anda,
Não é princesa, é rainha que desfila toda sua realeza,
E um cortejo de olhares segue os passos de Amanda.
 


Mas não sou rei e não possuo nenhuma majestade,
Mas gostaria de tê-la em meus braços para uma ciranda,
Ela é jovem e eu já chegando à terceira idade,
Ah como eu queria poder sonhar com Amanda!



Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor