Ivan Jubert Guimarães
30/03/2018

 

 

Quando se ama fortemente,
Não queremos que o amor acabe;
A paixão toma conta da gente
E faz com que nossa razão desabe.

Quando se vive completamente,
Tem a hora que a morte se aproxima;
Isso acontece com toda gente
E a vida da gente termina.

Na verdade não é isso que acontece,
Se aqui estamos só de passagem,
Há um lugar que a gente não conhece
E estamos só fazendo uma viagem.

Um grande amor por mim vivido,
Começou lá na eternidade;
Já nasci casado, comprometido,
E esta é uma grande verdade.

O juramento feito lá do outro lado
Amar até que a vida nos separe,
Casado, eterno namorado,
E que Deus nos ampare!

O que vale nesta vida
É procurar nossa identidade,
Que ao nascermos foi perdida
Na busca da felicidade.

Deixamos de ser o que somos,
Tirando do outro a liberdade,
Isso ocorre e não sei como
Cada qual impondo sua vontade.

Às vezes o amor chega cedo,
E nos prende de surpresa,
Chegamos a sentir até medo
Por não enxergarmos sua beleza.

Noutras o amor não aparece,
Ficamos tristes e desolados,
Mas o amor sempre acontece
Num coração apaixonado.

Amor é diferente de paixão louca
A paixão provoca o desejo
A vontade de um beijo na boca
Mas amor não é somente um beijo.

Mas amor de verdade mesmo,
Pode estar ao nosso lado,
Não adianta procurar a esmo,
Pelo tão sonhado ser amado.

Amor de verdade não tem começo,
Não tem meio e não tem fim,
E se tudo na vida tem um preço,
Com o amor não acontece assim.

Pois o amor só é verdadeiro
Quando nosso peito inflama
E não tenta escapar sorrateiro,
Pois o amor sempre nos chama.

O amor não impõe uma vontade,
É calmo, confiante e paciente,
Não tem ciúme, preza a liberdade,
Não vive no passado, mas no presente.

O amor não tem uma definição,
Ele existe simplesmente, ele É!
Defini-lo é cometer contradição
É preciso acreditar, ter muita fé!

Você pode viver solitário,
Sem ter ninguém ao seu lado,
Carregue amor em seu coração,
E viva sempre apaixonado!

Amor é sentimento eterno
Que nos torna seres de luz,
É um sentimento tão terno
Ensinado por Jesus!
 


Ivan Jubert Guimarães


30/03/2018