Ivan Jubert Guimarães
11/10/2010


A solidão que me aflige
Desaparece na mesa do bar,
De onde contemplo os freqüentadores,
E percebo solitários acompanhados,
Ou mesmo outros solitários
Que fazem do vinho sua companhia.


E nos pequenos tragos eles sonham,
Homens e mulheres que poderiam juntos
Dividir seus sentimentos de tristeza
E fazer deles um monte de alegria.
Mas sós, preferem que as mágoas se afoguem;
Voltam para suas casas e não conseguem dormir.



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor