Ivan Jubert Guimarães
10/04/2013



Amanhece,
O sol está nascendo;
A claridade já entra
Pelas frestas de minha janela.
Passei a noite em escuro
Tentando dormir,
Mas o sono fugia,
Se escondia em baixo da cama.
Cada vez que fechava os olhos
Pensamentos terríveis
Vinham me atormentar
E por mais que eu tentasse
Não conseguia afastá-los.
Adentrando a madrugada
Procurei na Bíblia
A paz que desaparecera
De meu coração
Atormentado pela dor
A tranquilidade foi chegando,
Mas terminada a leitura
E tornado a fechar meus olhos,
O coração parecia querer
Estourar meu peito.
E de repente, o medo.
Pulsação acelerada,
Pressão arterial aumentada,
Um sono que não chegava,
E uma tensão
Que insistia em ficar.
Levantei-me agitado,
Corpo doído e cansado
E fui para o computador.
Entrei em meu site de poesias
E passei o resto da madrugada
Lendo meus versos
E os versos de outros poetas.
Li preces que escrevi
E orações já conhecidas,
E minha alma foi se aquietando.
A dor que me atormentou
Durante toda a noite,
Deixou em minha mente
Coisas difíceis de esquecer.
Oxalá eu consiga
Afastar o medo
Neste novo amanhecer!


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor
 

 

 

Midi: Noite cheia de estrelas - Poly e seu conjunto