Ivan Jubert Guimarães
21/09/2011


Uma saudade danada bate no peito
Quando recordo da minha juventude.
Um namoro que nunca teve jeito,
E me causou muita dor amiúde.


Ela foi meu primeiro grande amor,
Linda e de uma singela simplicidade;
Mas o meu medo trouxe-me o dissabor
E perdi o caminho da felicidade.


Passaram-se os anos, mais de quarenta
Até que eu a encontrasse outra vez,
Ela, uma senhora com mais de sessenta,
Ainda linda, e eu, finalmente, perdi a timidez.


Falei-lhe do amor que eu sempre senti,
Com as faces rubras ela nem se lembrou,
Do amor que ela sentia, e então eu parti,
Beijei-lhe as mãos e nada mais restou!



Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor
 

 

 

RayConniff_- The impossible dream