Ivan Jubert Guimarães
03/03/2013
 

Já amei menina de dezessete anos;
Fiquei feliz quando namorei uma de dezoito.
Depois amei uma moça de vinte,
Casei com uma mulher de vinte e dois.
Amei tanto e tanto, muito mais que um tanto,
E um dia, como na canção,
Passei a gostar de uma mulher de trinta.
Amei mulher de quarenta e até de cinquenta,
E é engraçado como a vida modifica a gente;
Do brotinho de outrora,
Hoje eu amo uma mulher de sessenta.
 
 
Ivan Jubert Guimarães
 
Direitos reservados ao autor
 
 
 
Midi: Tema de Lara