Ivan Jubert Guimarães
18/03/2010


Em um dos palcos da vida
Eu representava meu papel,
Não me preocupando com as falas,
Pois que ninguém me assistia.
Eu era o ator principal
E contracenava com plantas,
Com flores e arvores frondosas.
Tentei voar com os pássaros,
Mas eu sequer cantava como eles,
Quanto mais voar.
O manto dourado do sol
Fazia parte de meu figurino,
E fui percebendo que eu era
Apenas um figurante daquele espetáculo.
Eu também me vestia de noite,
E com holofote prateado
Procurava estrelas no firmamento.
Pena que a platéia estivesse vazia,
Pois eu nunca vi uma cena tão bela!
O espetáculo chegou ao fim e
Eu dormindo em silêncio profundo,
Acordei com Deus batendo palmas pra mim.

 

Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor