Capítulo V 
 

O Resultado
 
 
 Três dias e três noites se passaram sem que Adenaíra visse qualquer um dos ETs. Era como se estivesse em um cela solitária, embora o lugar fosse bem espaçoso.
 
 No quarto dia, que ela imaginou ser uma manhã, embora pela janela fosse tudo escuro, um homem entrou no aposento e conduziu-a a um laboratório. A visão daquele lugar, cheio de equipamentos, chegava a ser assustador.
 
 O mais jovens do ETs, tentou tranqüilizá-la e segurou em sua mão e, assim, pode sentir aquela sensação de êxtase tão comum aos seus companheiros. Nos últimos três dias ele não parou de pensar em Adenaíra e no prazer que sentira com ela. Estava apaixonado e decidido a não dividi-la com mais ninguém.
 
 Colocaram-na numa máquina parecida com essas de ressonância magnética só que bem silenciosa e que projetava imagens em uma tela gigante.
 
 Feito o exame conduziram Adenaíra a seu aposento.
 
 Os ETs observavam tudo com atenção e ares de desapontamento começou a brotar em suas faces. Adenaíra não engravidara. O comandante tentou explicar a razão: "- Ela não tem útero! Não vai engravidar nunca. Temos que nos desfazer dela imediatamente. Joguemo-la no espaço".
 
 O ET novinho ajoelhou-se aos pés do comandante implorando para que ele não fizesse isso, já que estava apaixonado por Adenaíra. O comandante estava irredutível em sua decisão, mas diante do choro do jovem resolveu dar Adenaíra para aquele rebento.
 - Mas só até voltarmos a Terra - avisou.
 
 O rapaz saiu dali e dirigiu-se rápido à sala onde Adenaíra se encontrava. Ao vê-la, linda aos seus olhos, contou-lhe a novidade. Agora ela seria somente dele. Adenaíra ficou meio desapontada, mas logo se alegrou, pois pelo menos aquele garoto poderia satisfazê-la de todas as maneiras.
 
 Na sala de comando da nave, o comandante e seus oficiais discutiam a situação de Adenaíra e de sua missão:
 - Eu não sei o que acontece, a Terra tem cerca de 7 bilhões de habitantes, metade disso deve ser de mulheres e nós não conseguimos arrumar nenhuma mulher perfeita para os nossos planos? Apesar de que até foi gostosa a experiência, estranha mas gostosa.
 
 - De fato foi interessante, eu confesso que já estava desacostumado com isso, desde que Barbarella esteve entre nós décadas atrás e ensinou nossas mulheres como ter um orgasmo sem desmanchar os cabelos.
 
 - E Barbarella era uma linda mulher, seria ideal para nós, mas deve ter envelhecido.
 
 - Heroínas dos quadrinhos nunca envelhecem comandante.
 
 - Precisamos ter um novo plano. Nosso jovem parece que se apaixonou pela moça. Talvez possamos ajudá-lo e transformar Adenaíra em uma linda mulher, dando-lhe seios e quem sabe consigamos um útero em algum lugar ou até mesmo poderemos fazer um. Temos tecnologia para isso.
 
 O que será que os ETs irão fazer com Adenaíra? Reformá-la?
 
 Não percam o próximo capítulo!