Capítulo  XIV

 

 

 

 

 No dia seguinte, K7 acordou nos braços de Adenaíra e logo estava de pé ao seu lado. Amarrou-a novamente e colocou a mordaça. Deu-lhe um beijo carinhoso e disse: - Adeus meu amor! Nunca haverei de esquecê-la. - Dizendo isso, saiu do aposento e foi ter com os companheiros.

 

 Ao chegar na sala de comando, seus olhos não acreditaram no que viam. Havia mulheres por toda a nave. Estava de boca aberta, nunca tinha visto mulheres tão lindas em toda sua vida.
 
 Pareciam ser todas amigas, pois conversavam animadamente. O entrosamento das duas turmas de mulheres foi espontâneo, como se já se conhecessem há muito tempo. Um grupo não tinha dinheiro e o outro tinha demais. O que teriam em comum?

 

 O comandante, lendo o pensamento de seus companheiros disse que não era o que elas tinham em comum que as aproximavam, mas o que elas não tinham em comum que as uniam.

 

 - Como assim comandante?

 

 - Elas não possuem cultura, e é isso que as atrai. O que elas têm em grande quantidade, é vaidade. São perfeitas para nosso objetivo, não vão se opor aos nossos planos, aliás, parecem ser muito fogosas.
 
 Quando K7 adentrou a sala saindo daquele estado de catatonia em que se encontrava, uma das mulheres ricas disse: "Hello!".

 

 Elas ainda não entendiam o que estava acontecendo. De repente aqueles homens lindos tinham virado seres de outro planeta. As mulheres ricas aceitaram numa boa, mas algumas do Big Brother quiseram colocar os ETs no paredão.
 
 O comandante pediu que todas fossem levadas para seus aposentos, ficariam aos pares, e ordenou-lhes que se sentassem, pois o passeio iria começar e a nave alçaria voo quase que de imediato.

 

 Houve um burburinho, algumas não queriam ir, outras queriam um espelho, e teve alguns "eu não quero ficar com ela", mas assim que o disco começou a girar levemente, elas se aquietaram.

 

 O comandante que não queria distúrbios a bordo tranquilizou todas as mulheres e disse que não haveria razão para medo e que desfrutassem de uma viagem inesquecível.

 

 As mulheres, duas a duas, foram acompanhadas para seus aposentos e ficaram maravilhadas com o que viram. As paredes pareciam de um metal valioso, janelas panorâmicas que possibilitariam uma visão panorâmica do espaço. Algumas das ricaças até que sentiram um pouco de medo, mas as do Big Brother não estavam nem aí. Afinal, quem vai ao Big Brother vai lá ter medo de disco voador?

 

 Cada mulher rica foi colocada com uma mulher do Big Brother e não demorou muito já estavam conversando:
 - Hello queridinha! Sabe o que vou fazer quando voltar para a Terra? Vou comprar um disco deste para fazer viagens inusitadas.
 
- O que é inusitada?
 
- Hello amiga! Não sabe? Bem, deixa pra lá.

 

 Em cada um dos aposentos havia uma verdadeira batalha cultural.

 

 - Queridinha você acha que o comandante daria uma paradinha no Vale do Silício para eu comprar silicone?

 

O disco começou a alçar voo e elas correram para as janelas para observarem a paisagem.

 

 A cidade de São Paulo já ia desaparecendo lá embaixo, quando K7 entrou apavorado na Sala de Comando.

 

 O que será que K7 viu para ficar tão assustado? Não percam o último capítulo de O Retorno dos ETs.