Ivan Jubert Guimarães
12/12/2009

 

 

Mensagem baseada em uma palestra do Núcleo Desenvolvimento Humano

 

      Todos os anos a história se repete. Quando chega dezembro, as pessoas parecem se tornar um pouco menos egoístas. Alguns fazem doações de brinquedos, de roupas, comidas. Eu já fiz muito isso. Mas porque agimos assim? Não será um pouco de hipocrisia? As crianças de rua, os pobres em geral, só brincam só se vestem ou só comem na época do Natal? E nos outros 364 dias do ano? Você pensa neles? Não é problema seu não é?


     O Natal é a comemoração instituída para celebrar o aniversário de Cristo. E o que é ser cristão? Você é cristão? Se você se achar cristão, você é contra os muçulmanos e contra os judeus? Isto é ser cristão?


     O que é ser cristão? É fazer doações na época do Natal ou ajudar alguma instituição de caridade e dizer que você sustenta uma associação qualquer? Claro que toda doação sempre é bem-vinda, não tenho dúvidas disso. Mas dependendo da forma como você faz isso, não é doação, mas humilhação para quem recebe.


     Um bom judeu não pode ser um bom cristão? Um bom muçulmano não pode ser um bom cristão? E aquele que se diz ateu e for bom, não pode ser cristão?


     Cristo quando esteve por aqui não se disse cristão. Numa de suas passagens, ele falou para um moço rico: "Vá, dê tudo o que você possui e me siga". Aquele moço que queria seguir Jesus vacilou, pois para segui-lo teria que se desfazer de todos os seus bens. É difícil não é? Ser cristão. Você teria fé suficientemente grande nele para se deixar comer pelos leões? Você conseguiria se desfazer de todos os seus bens? Não, com certeza que não.


     No entanto, ser cristão é mais fácil do que se imagina, pois Cristo abriu o caminho por onde passou e ao invés de pedras ele deixou flores por onde pisou.


     Ele tem um tamanho tão grande que conseguiu reduzir os Mandamentos do Pai de dez para apenas dois. Cumprir dez mandamentos já era muito difícil, dois deveria ser bem mais fácil: "Amar a Deus acima de todas as coisas" e o outro "Amar ao teu próximo como a ti mesmo". Você consegue fazer isso? Amar a Deus e ao teu próximo?


     Na véspera de Natal, você pode comemorar com sua família, claro que sim, mas pense no aniversariante também, motivo de toda essa celebração.


     Passado o Natal você continuará sendo o que sempre foi não é mesmo? Você muda ou pensa que muda, mas não é preciso fazer isso, você já é melhor do que você pensa que é.


     Eu não vou mudar. A partir de agora vou ser o que sou: filho do Pai e irmão de Cristo.


     Ser cristão é amar ao próximo como a ti mesmo!


     Feliz Natal!

 

 

 

Ivan Jubert Guimarães
 

Direitos reservados ao autor