Ivan Jubert Guimarães
23/04/2017

 

 

 

Jair Alves de Souza tinha como desejo na vida tornar-se cantor profissional. Com 17 anos de idade já cantava canções italianas. Aos dezoitos anos já apresentava programas de televisão na extinta TV Excelsior em São Paulo.


Seu nome artístico era Jerry Adriani e nos anos da década de 60 apresentou um programa musical ao lado de artistas consagrados como Betty Faria e Marília Pera e grandes nomes da música brasileira.


Teve como parceiro aquele que seria o maior roqueiro do Brasil, Raul Seixas de que era grande amigo. Foi Jerry quem levou Rauzito para o Rio de Janeiro.


Seu sucesso era tão grande que na década de setenta fez diversos shows pelas Américas.


Fez musicais em teatro, trabalhou em filmes, e foi figura constante na época da Jovem Guarda.


Foi ator e trabalhou em novela da Rede Manchete.


Como artista foi completo, cantava, tocava violão, fazia versões de músicas, interpretava e era apresentador de programas.


Suas músicas eram românticas, mas o rock sempre foi sua musica preferida, tanto que gravou um LP em homenagem a Elvis Presley.


Não vou me esquecer de seus maiores sucessos como Querida, Tenho Um Amor Melhor Que O Seu e Doce, Doce Amor.


Sua versatilidade era tão grande que gravou um álbum com músicas da Legião Urbana em italiano.
Sua morte no dia de hoje pegou a todos de surpresa, ele tinha um câncer e não sabia. Esteve internado por causa de uma trombose em sua perna direita e foi nos exames que fez, que o câncer foi descoberto já em fase adiantada.


Há muitos artistas que a gente admira, mas poucos são aqueles que a gente gostaria de ter como amigo. Jerry era um desses!
 

 

Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor

 

 

Midi: Querida