Para Vinícius de Moraes
 
 
 
Hei de amar teus versos eternamente,
E cantá-los pelo menos uma vez ao dia,
Para que eu tenha paz em minha mente
Nos momentos de tristeza ou de alegria.
 
 
Então, seguirei na busca de minha meta,
E escrever meus versos com maestria,
Ter o orgulho de ser chamado de poeta,
E esperar que alguém leia minha poesia.
 
 
Vou seguir teu caminho de paz e amor,
Que não me falte o talento e a inspiração,
Que cada verso meu saia do coração,
 
 
E não seja, nunca, uma poesia fabricada;
Como nestes versos em que minha atitude
Foi homenageá-lo poeta, mas não pude!
 

Ivan Jubert Guimarães
 
20/10/2013
 

 

Midi: Eu sei que vou te amar