(com palavras de Saigon)
Ivan Jubert Guimarães
20/03/2013
 

 Diferente de tantos outros cantores
Que soltam a voz e arranham tudo,
Emílio Santiago cantava em cores
Com cordas vocais de veludo!
 
 
Não foi cantor das grandes paradas,
Mas embelezava canções dos outros,
Suas músicas sempre bem cantadas,
Embriagava os ouvintes como poucos.
 
 
Ele se foi e seu brilho silenciou;
No espelho uma marca de batom,
Uma nova estrela com luz de neon.
 
 
Tantas palavras e meias palavras
Não podem traduzir o seu talento,
Mas ouço sua voz em meu apartamento.

 

Ivan Jubert Guimarães
 
Direitos reservados ao autor