Ivan Jubert Guimarães
20.06.2006
 


Hoje eu gostaria de falar de flores! De nenhuma em especial, pois todas têm sua beleza, mas confesso que as rosas sempre me cativaram mais, assim como os lírios e as orquídeas. Mas todas são lindas e representativas da vida natural em nosso planeta.
Nas últimas semanas tenho comprado flores para enfeitar minha casa e é gostoso olhar na sala e ver vasos com flores coloridas, belas e perfumadas. Sempre gostei de presentear com flores e já dei flores até para amigos e senti a emoção deles ao recebê-las.
Ter flores em casa ou mesmo no escritório ou consultório é um sinal de vitalidade muito grande. Elas são tão sensíveis que captam as energias do ambiente antes que consigamos perceber alguma coisa. Elas nos protegem e nos avisam para que fiquemos alertas e atentos contra certas atitudes de pessoas. Muitas vezes elas dão suas próprias vidas em nossa defesa. Mas é raro repararmos nisso. Pessoas que basta jogar um olhar para uma planta e, no dia seguinte, ela aparece morta. Eu mesmo já perdi um jardim inteiro e era o mais bonito da rua.
Você já conversou com uma planta? Não? Acha bobagem? Ela é um ser vivo, como seu bicho de estimação, se é que você tem um. A planta tem sensibilidade como seu cãozinho e ao falar com ela, ela se revigora e prolonga sua vida e parece até ficar mais alegre. Parece coisa de louco não é? Experimente fazer isso quando estiver sozinho.
Olhe para uma rosa num vaso ou mesmo em um jardim. Olhe-a simplesmente, por alguns minutos e até esqueça que está olhando para uma flor. Contemple-a com a mesma pureza que vê nela. Aproxime-se dela e envolva-a com suas mãos, toque-a de leve, mas com a firmeza que possa fazer você sentir a maciez de suas pétalas. Feche suas mãos em torno dela como se a estivesse abraçando. Solte e afaste-se. E ao sair do local, dê uma olhadinha e vão perceber que parece que ela vai estar lhe seguindo. Dê-lhe bom dia todos os dias e faça o mesmo à noite ao se deitar. Trate-a como amiga mas não se esqueça de fazer o mesmo com as pessoas que moram com você.
Flores, flowers, fleurs! Qualquer que seja o idioma, seu nome soa como verso de uma grande poesia. Rosa, a mais cantada das flores, talvez por ser rainha!
Tem nome de mulher ou é a mulher que tem nome de flor? Margaridas, Dálias, Violetas, Hortênsias, e tantas outras. Mas não importa. Mas se quiser ter um amor perfeito, nunca deixe uma mulher sem flor. Foram feitas umas para as outras.
 


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor