Ivan Jubert Guimarães
01/06/2006



Eu hoje acordei cantando! Ando fazendo coisas estranhas ultimamente! Mas já estava cantando ao sair da cama em direção ao banheiro. Meus lábios entoavam ”You are so beautiful.” Pra quem não conhece, quer dizer “Você é tão linda!”.
Ainda cantarolando, entrei na cozinha onde minha mãe preparava o café da manhã para todos nós aqui de casa. Hoje é o dia de seu aniversário e abracei-a como deveria fazer todos os dias. A música parecia estar vindo de algum lugar, pois não saia do pensamento: “You are so beautiful, to me!”.
Não sei se foi por influência de ter ouvido esta música no dia de ontem, mas a verdade é que acordei cantando hoje porque acho que estou feliz! Estava tomando uma xícara de café quando percebi que eu não cantava para a linda manhã que nascia. Eu cantava para minha mãe. É pena que ela não saiba inglês e, talvez se soubesse, nunca iria imaginar que eu cantava para ela. Mas eu cantava sim: “You are so beautiful... to me!” e ao cantar, já com meus lábios fechados, eu olhava para seus cabelos grisalhos, para o gesto de molhar o pão na xícara de café com leite, coisa que ela me ensinou a fazer quando eu ainda era tão pequeno! Era para dar gosto naquele pão sem manteiga. Torna-lo macio, pois endurecera de um dia para outro.
Eu hoje acordei cantando! E percebi que a felicidade estava em poder olhar para minha mãe, tomando café da manhã, sossegada! A manhã está bonita, luminosa como são as manhãs de outono, e olhando as marcas do tempo no rosto de minha mãe, veio à minha cabeça um monte de recordações, desde os primeiros momentos da vida até o dia de hoje. Sou filho único e daí já dá para imaginar o quanto fui mimado por esta mulher, mimado e amado. E ela molhando o pedaço de pão amanhecido no café com leite e já pensando no dia que terá pela frente. Com certeza já se esqueceu que é seu aniversário. Parece ser pretensão minha, mas ela já ganhou o presente que ela queria ganhar: um beijo meu junto com um abraço bem apertado! É! Eu poderia fazer isso mais vezes! Tenho tantos beijos e abraços armazenados durante tanto tempo! Quando minha mulher acordar também vou cantar para ela “You are so beautiful!” e também vou cantar para minha filha: “You are so beautiful”!E cantarei para meu filho também: “You are so beautiful!” E vou cantar para o dia de hoje: “You are so beautiful!” e vou cantar para Deus que já deixou ela tanto tempo comigo: “You are so beautiful!”!
Mas mãezinha Mimi, que é como eu a chamo, que o dia de hoje quando você comemora seus 82 anos, você possa reviver doces momentos que teve em sua vida, tão cheia de problemas mas que você sempre procurou aceitar com resignação ou tomar atitudes nem sempre fáceis, mas que me lembro perfeitamente bem delas hoje. Feliz aniversário! E saiba que além de eu gostar muito de você, eu acho você tão beautiful!
 


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor