Ivan Jubert Guimarães
17/11/2008
 


Eu preciso aprender a aceitar melhor as decisões de outras pessoas. Não há o porquê eu querer que elas façam as coisas do jeito que eu acho melhor para elas. Devo aceitar que cada um use de seu livre arbítrio e faça o que for melhor para ele.
Eu preciso aceitar que nem todos possuem o mesmo grau de informações para que possam entender a vida como eu acho que ela é.
Eu preciso aprender a respeitar um pouco mais os desejos alheios, não posso querer ficar rodeado das pessoas que eu amo o tempo todo. Seria muito egoísmo de minha parte e eu sou só um pouco egoísta.
Eu preciso aprender a me calar um pouco mais e não dizer tudo o que eu penso e nem tudo o que eu sinto, principalmente o que eu sinto, até porque ninguém me pergunta sobre isso. Todos me perguntam o que eu penso sobre alguma coisa.
Eu preciso aprender a ser mais desligado, não dar tanta importância aos fatos como venho fazendo nos últimos tempos, pois isso vem prejudicando a minha saúde. Ando tenso, nervoso e já possuo dois stents em meu coração.
Eu preciso aprender que posso amar sem pedir nada em troca. Está certo que ser amado é uma coisa maravilhosa, mas amar é muito mais importante.
Eu preciso aprender que paixão traz apenas sofrimento e que amor é diferente, pois além da alegria que causa em você, causa muita felicidade ao outro.
Eu preciso aprender que ser humilde não é apenas não ostentar o que possuo, mas não ostentar o meu saber e não alimentar meu ego com os elogios que recebo de vez em quando.
Eu preciso aprender a separar o joio do trigo e levar para casa somente as coisas boas que acontecem.
Eu preciso aprender que uma andorinha só não faz verão.
Eu preciso aprender que todos os que cruzam o meu caminho têm algo para me ensinar.
Eu preciso aprender que ensinar é aprender duas vezes.
Eu preciso aprender que quanto maior for meu sofrimento maior será meu aprendizado e que, se sofro, é porque já estou preparado.
Eu preciso aprender a jogar o jogo da vida até porque já sei que Deus não vai me perguntar se eu ganhei ou se perdi. Ele vai querer saber se eu joguei.
Pai, tenho tanto a aprender e tão pouco a ensinar. Ajuda-me!

 


Ivan Jubert Guimarães


Direitos reservados ao autor