Ivan Jubert Guimarães

14/01/2018
 

 

Pode ser que aconteça hoje,
Algo dentro de mim diz que é possível.
As dores em meu corpo
Cada dia mais insuportáveis.
Um simples banho esgota minhas forças
E o cansaço é tão grande
Que chega a parecer um infarto.
Dói-me o sistema muscular
E as cãibras são constantes
E me impedem de ter
Uma noite de sono tranquila.
Dia sim, dia não, hemodiálise.
Nesses dias não almoço
E me enfraqueço cada vez mais.
Nas outras refeições
Preciso comer melhor e tenho exagerado;
Um pouco só, mas o suficiente
Para ganhar peso.
Na hemodiálise esse peso desaparece,
É um sobe e desce constante.
Minha glicemia parece
Uma montanha russa,
Sai lá de baixo e vai às alturas.
Minha pressão, outrora alta,
Tem ficado muito baixa.
Tudo isso acontece todos os dias.
Pronto socorro? Hospitais?
Já não aguento mais!
Todas as semanas visito alguém,
E sempre um medicamento a mais.
Alguns dos remédios possuem
Efeitos colaterais, elevam a glicemia,
E tenho que fazer milagres
Para que não suba tanto.
Todos falam que eu estou bem,
Mas não sabem e não acreditam
Nas minhas dores.
Acham que quero piedade.
Como estão enganados!
A tristeza chega e me faz chorar,
Não reclamo das doenças
Porque sei que se Deus me deu
Esse fardo é porque sabe que posso carregar.
Só queria mais compreensão.
Sinto a morte me rodeando
Não me mandem flores para meu enterro;
Prefiro que elas vivam ao invés de morrerem
E serem enterradas comigo.
Só queria ter tempo para dizer adeus!


Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

Esperamos seu carinho em nosso Livro de Visitas