Ivan Jubert Guimarães

24/08/2018
 

 

Como está triste a rua onde ela morava anos atrás!


A casa pequenina, toda branca com janelas azuis não existe mais.


O número 517 ainda permanece no muro que resistiu à demolição.


No lugar onde ficava sua janela, hoje tem uma placa dizendo que é um estacionamento.


Naquela rua quase não há mais casas, apenas prédios e a maioria deles de consultórios médicos.

 

Edifícios tão altos como o preço do progresso.


Em minha adolescência eu passava diariamente por aquela rua a caminho ou de volta do colégio.

 

Não havia prédios, apenas casas, nas quais moravam muitos colegas de escola.

 

Hoje não se houve mais alguém perguntar “onde fica sua casa?”


Se me perguntarem vou dizer que minha casa fica na saudade, já que ela também não existe mais.


Hoje a rua é muito movimentada, os carros e ônibus tomaram o lugar das pessoas que hoje vivem amontoadas em prédios de muitos andares.


Ah como está triste a rua onde ela morava!
 

 

Ivan Jubert Guimarães

Direitos reservados ao autor

 

Esperamos seu carinho no nosso Livro de Visitas