Ivan Jubert Guimarães
 



Juro que não acredito em coincidências
Até porque eu não acredito no acaso,
Inda mais se considerar as aparências
Muito bonitas e que num curto prazo
Entraram em mim numa bela experiência.
 


Jeitos e maneiras singelas e amorosas;
Amigos que guardarei em meu coração,
Nunca tive amizades tão calorosas,
Únicas na rapidez e na essência
A mais pura e muita sentida afeição;
Recordo os olhares não me importo com aparências
Impossível sentir o amor que senti tão forte
Ou terá sido apenas um momento de sorte?
 


Já conheci pessoas belas anteriormente,
Um trio de beleza interna é diferente.
Leva-se em conta que Deus une os semelhantes
Imaginem um trio de anjos bem em sua frente,
Abraçando-o como você nunca sentiu antes.
Nada pode se comparar com a alegria sentida,
A tristeza bate à porta com a chegada da despedida.

 


Ivan Jubert Guimarães
Direitos reservados ao autor