Ivan Jubert Guimarães




Aonde está você minha linda pequena?
Logo ali no final do arco-íris (ou mais distante)
Infinitamente belo, mas que não rouba a cena?
Nem a beleza de um céu azul é o bastante,
E te tornas mais linda a cada instante!
 


Corre para cá minha doce menina, meu querubim,
Onde te espero com contentamento e ansiedade,
Rindo meu riso de alegria que é só felicidade,
Sabendo que nunca te afastaste de mim.
Este teu velho que te aguarda a cada passo,
Tanto quanto os grandes amores da literatura,
Tanto mais quanto se admira uma estrela pura,
Indo em busca do final do espaço.
 


Juro-te que não há saudade melhor do que esta,
Uma saudade que faz o reencontro fazer uma festa
Bem ao estilo das pessoas mais felizes,
E de um colorido das mais lindas matizes.
Recordo, ainda, a sexta-feira em que vieste
Trazendo-me no teu coração, toda alegria que me deste.
 


Guarda contigo esta lembrança, eternamente,
Um dia, ela te fará muito contente.
Infeliz daquela que não tem lembrança...
Mesmo quem se esquece que um dia foi criança.
Agora que os anos vão se passando,
Rindo-se de um passado impertinente,
Aceita tua vida e vive o presente!
Esquece as tristezas e não temas o futuro,
Serás muito feliz um dia, eu juro!

 


Ivan Jubert Guimarães
Direitos reservados ao autor